segunda-feira, junho 16, 2008

344) Um "quilombolivariano" envergonhado envia o seu manifesto

Um debate (indireto) com os partidários do "bolivarianismo" (agora agregado de quilombolas)

Um partidário acirrado do presidente Hugo Chávez (e bem mais provavelmente o representante de um desses grupos de militantes politicos dedicados a difundir as idéias do "chavismo", seja lá o que isso queira dizer como conjunto de "idéias politicas") tentou postar neste meu blog dedicado a textos diversos uma espécie de comentário-manifesto excessivamente vocal em favor das idéias bolivarianas, chavistas, quilombolas, afro-descendentes, enfim, de um conjunto algo confuso de opiniões desencontradas que, provavelmente, representam um amálgama de intenções "progressistas" tendentes a afirmar os interesses dos "oprimidos" neste país e supostamente nos "hermanos continentales".
(Coloco alguns desses conceitos entre aspas porque eles são altamente discutíveis no plano histórico, ou até no contexto da lógica formal, pois eles não guardam necessariamente correspondência com a realidade efetiva das coisas).
O mais curioso é que o "interlocutor" em questão escolheu a via do anonimato. Ou seja, em lugar de se apresentar claramente e dizer quem ou o que ele representa, meu correspondente anônimo mandou seu comentário a um dos meus posts relativos à "ideologia chavista", pretendendo que ele (na verdade um manifesto) fosse publicado.
Eu não teria nenhuma objeção a fazê-lo, mesmo sendo contrário à maior parte de suas proposições, mas é que tenho por hábito debater livremente idéias, conceitos, argumentos em torno dos terrenos nos quais mais habitualmente me exerço: história, economia, política, tendências sociais, comportamentos humanos e por aí vai.
O fato de ter recebido um comentário anônimo me impede, obviamente, de saber com quem estou "dialogando". Mas não tenho nenhuma objeção em postar este manifesto, que pode ser indicativo do que anda pela cabeça de certas pessoas no Brasil e no continente.
Aqui vai:

[Abre aspas:]
Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "257) Uma analise do "socialismo" de Chavez":

REVOLUÇÃO QUILOMBOLIVARIANA !
Manifesto em solidariedade, liberdade e desenvolvimento dos povos afro-ameríndio latinos, no dia 01 de maio dia do trabalhador foi lançado o manifesto da Revolução Quilombolivariana fruto de inúmeras discussões que questionavam a situação dos negros, índios da América Latina, que apesar de estarmos no 3º milênio em pleno avanço tecnológico, o nosso coletivo se encontra a margem e marginalizados de todos de todos os benefícios da sociedade capitalista euro-americano, que em pese que esse grupo de países a pirâmide do topo da sociedade mundial e que ditam o que e certo e o que é errado, determinando as linhas de comportamento dos povos comandando pelo imperialismo norte-americano, que decide quem é do bem e quem do mal, quem é aliado e quem é inimigo, sendo que essas diretrizes da colonização do 3º Mundo, Ásia, África e em nosso caso América Latina, tendo como exemplo o nosso Brasil, que alias é uma força de expressão, pois quem nos domina é a elite associada a elite mundial, é de conhecimento que no Brasil que hoje nos temos mais de 30 bilionários, sendo que a alguns destes dessas fortunas foram formadas como um passe de mágica em menos de trinta anos, e até casos de em menos de 10 anos, sendo que algumas dessas fortunas vieram do tempo da escravidão, e outras pessoas que fugidas do nazismo que vieram para cá sem nada, e hoje são donos deste país, ocupando posições estratégicas na sociedade civil e pública, tomando para si todos os canais de comunicação uma das mais perversas mediáticas do Mundo. A exclusão dos negros e a usurpação das terras indígenas criou-se mais e 100 milhões de brasileiros sendo estes afro-ameríndio descendentes vivendo num patamar de escravidão, vivendo no desemprego e no subemprego com um dos piores salários mínimos do Mundo, e milhões vivendo abaixo da linha de pobreza, sendo as maiores vitimas da violência social, o sucateamento da saúde publica e o péssimo sistema de ensino, onde milhões de alunos tem dificuldades de uma simples soma ou leitura, dando argumentos demagógicos de sustentação a vários políticos que o problema do Brasil e a educação, sendo que na realidade o problema do Brasil são as péssimas condições de vida das dezenas de milhões dos excluídos e alienados pelo sistema capitalista oligárquico que faz da elite do Brasil tão poderosas quantos as do 1º Mundo. É inadmissível o salário dos professores, dos assistentes de saúde, até mesmo da policia e os trabalhadores de uma forma geral, vemos o surrealismo de dezenas de salários pagos pelos sistemas de televisão Globo, SBT e outros aos seus artistas, jornalistas, apresentadores e diretores e etc.
Manifesto da Revolução Quilombolivariana vem ocupar os nossos direito e anseios com os movimentos negros afro-ameríndios e simpatizantes para a grande tomada da conscientização que este país e os países irmãos não podem mais viver no inferno, sustentando o paraíso da elite dominante este manifesto Quilombolivariano é a unificação e redenção dos ideais do grande líder Zumbi do Quilombo dos Palmares a 1º Republica feita por negros e índios iguais, sentimento este do grande líder libertador e construí dor Simon Bolívar que em sua luta de liberdade e justiça das Américas se tornou um mártir vivo dentro desses ideais e princípios vamos lutar pelos nossos direitos e resgatar a história do nossos heróis mártires como Che Guevara, o Gigante Oswaldão líder da Guerrilha do Araguaia. São dezenas de histórias que o Imperialismo e Ditadura esconderam.Há mais de 160 anos houve o Massacre de Porongos os lanceiros negros da Farroupilha o que aconteceu com as mulheres da praça de 1º de maio? O que aconteceu com diversos povos indígenas da nossa América Latina, o que aconteceu com tantos homens e mulheres que foram martirizados, por desejarem liberdade e justiça? Existem muitas barreiras uma ocultas e outras declaradamente que nos excluem dos conhecimentos gerais infelizmente o negro brasileiro não conhece a riqueza cultural social de um irmão Colombiano, Uruguaio, Venezuelano, Argentino, Porto-Riquenho ou Cubano. Há uma presença física e espiritual em nossa história os mesmos que nos cerceiam de nossos valores são os mesmos que atacam os estadistas Hugo Chávez e Evo Morales Ayma , não admitem que esses lideres de origem nativa e afro-descendente busquem e tomem a autonomia para seus iguais, são esses mesmos que no discriminam e que nos oprime de nossa liberdade de nossas expressões que não seculares, e sim milenares. Neste 1º de maio de diversas capitais e centenas de cidades e milhares de pessoas em sua maioria jovem afro-ameríndio descendente e simpatizante leram o manifesto Revolução Quilombolivariana e bradaram Viva a,Viva Simon Bolívar Viva Zumbi, Viva Che, Viva Martin Luther King, Viva Oswaldão, Viva Mandela, Viva Chávez, Viva Evo Ayma, Viva a União dos Povos Latinos afro-ameríndios, Viva 1º de maio, Viva os Trabalhadores e Trabalhadoras dos Brasil e de todos os povos irmanados.
http://vivachavezviva.blogspot.com/

Publicar este comentário.
Recusar este comentário.
Moderar comentários para este blog.
[Fecha aspas.]
Postado por Anônimo no blog Textos PRA em Sábado, Junho 21, 2008 7:52:00 PM

PRA novamente:
Bem, passo por cima da gramática confusa, do estilo barroco, da organização caótica deste texto para comentar apenas isto: o texto revela um enorme desconhecimento da história, uma abissal ignorância da economia e um preconceito racial preocupante contra os povos brancos europeus que (reconheça-se) foram os que conquistaram o Novo Mundo e dominaram essas sociedades nos últimos cinco séculos. São fatos da história, certo. Mas, o texto pretende resgatar direitos e reparar injustiças por vias que provavelmente conduzirão as sociedades orientadas por essas idéias a um retrocesso econômico, a impasses políticos, a divisões sociais e, portanto, a mais infelicidade, a mais miséria, a maiores conflitos sociais e políticos.
Não pretendo alongar-me agora na justificativa de minhas afirmações, apenas lamentar que pessoas tão mal informadas sobre a história, tão ignorantes da realidade econômica, política e social de nossos povos estejam nos conduzindo a esses impasses inevitáveis.
Acredito que um pouco mais de estudo seria conveniente aos autores desse manifesto.
Isso me faz crer que um trabalho didático adicional é importante para orientar pessoas tão equivocadas sobre a realidade de nossos países e sociedades.
Paulo Roberto de Almeida
Brasilia, 21 de junho de 2007

2 comentários:

Candida Matos disse...

Este movimento quilombolivariano o que na verdade o que é, eu li e reli mas não compreendi, parece o movimento Macunaina nasce feio, só que diferente do classsico de Mario de Andrade não fica bonito continua feio,movimento que mistura o negros com indios,pobres ,ignorancia ,exclusãoinjustiça,carencias gerais etc. etc.Zumbi morre traido esquartejado
Simon Bolivar traido morre miseravelmente abandonado são perderes históricos assim como a historia negra e india das americas
dominados pelo cristinimos e judaismo imperios capitalistas e materialista, este movimento quilombolivariano é uma carróça
querendo enfrentar aviões supersonicos é só no Brasil do Lula!

rafino disse...

Revolução Quilombolivarino ou Revolucão MACUNAINA li e reli
entendi mais não comprendi ,parece coisa de indio canibal querendo comer o brancos de olhos azuis e verdes e de negros querendo linchar judeus e nazistas porque ambos são inimigos,como pardo é uma mistura de negros e indios, e a união destes deveria de chamar REVOLUÇÃO PARDA ,dividindo entre parda escura,media e clara que chegaria no minimo 75%(mais de 120 milhões) da população brasileira com simbolo de um ELEFANTE multicolorido como uma gingante escultura de carnaval maravilha ,que encanta mais é vazia sem conteudo,cheia, de alegria e alineação ,mais futebol,igreja religião,televisão novela fuetebol,politicagem corrupição,pobres,miseria,insegurança caos sociais etc
ressumindo os indios e nativos sempre perderam para os cara palidas de olhos azuis, ou não
o cristianismo católico evangelico e o judaismo sempre foram seus maiores algozes,
trafico africano de escravos o genocidio dos indios o roubo de sua terras ,e os afro-indigenas em quase total maioria rezam para o Deus de seus malfeitores ,da pra entender uma barbaria desta ,é muita burrice junta esta tal de Revolução Quilombolivariana Zumbi morreu traido esquateja,Simon Bolivar traido morreu que nem mendingo,por isto que o povo afro-merindio ,excluidos do ELDORADO que os brancos de olhos azuis e verdes vivem, como dizia o MACACO eu só queria entender?

24 Abril, 2009 02:54